Sansão, Filho de Manoá, Juiz em Israel – Bíblia Sagrada

Sansão foi filho de Manoá, nascido de mãe estéril (Juízes 13:2) e que liderou os hebreus contra os filisteus. Ele era da tribo de Dã e foi o décimo terceiro juiz de Israel, sucedendo a Abdon. A Bíblia relata que Sansão foi juiz do povo de Israel por vinte anos (Juízes 16:31), aproximadamente de 1177 a.C. a 1157 a.C., sendo o sucessor de Abdon e o antecessor de Eli.


Sansão era um homem de temperamento colérico, rompeu com a esposa (nnoiva), em Timna durante a festa de casamento. A tentativa dôo pai da moça de oferecer-lhe a outra filha mais nova apenas o deixou ainda mais furioso, fazendo com que amarrasse tochas acesas no rabo de 300 raposas presas em pares.

Seu próprio povo ficou exasperado com sua vingança, “assim como fizeram a mim, fiz a eles” Jz. 15.11. A informação do anjo do Senhor aos pais de Sansão era que ele fosse Nazireu, Separado para Deus desde o nascimento. O Nazireu não podia comer vinho, ou qualquer bebida alcoólica, como também não podia cortar o cabelo ou aproximar-se de um cadáver.

Quando os filisteus formaram um exército e se acamparam contra a tribo de Judá, exigindo que lhe entregassem Sansão para tomarem vingança dele. Três mil homens da tribo de Judá, com medo dos filisteus que os dominavam, foram até a fenda da rocha para amarrar Sansão e entregá-lo aos filisteus. Sansão permitiu que o fizessem.


Quando foi entregue aos filisteus, o Espírito do SENHOR se apossou dele, ele arrebentou as cordas que o amarravam, e matou mil filisteus com apenas uma queixada de jumento. O lugar ficou famoso – passou a chamar-se Ramate-Leí (a colina da queixada). Subjugava facilmente seus inimigos e produzia feitos inalcançáveis por homens comuns, como rasgar um leão novo ao meio, enfrentar um exército inteiro e matar uma multidão de filisteus como prescrito acima.

O relato mais extraordinária, pelo menos a meu ver, fora seu feito quando levou as portas da cidade de Gaza com suas umbreiras e a tranca até o cume de um monte (61 quilômetros). Especialistas atestam que tais portões podiam a chegar a mais de 1,3 toneladas cada uma das abas.

Tal episódio é um prelúdio ao episódio envolvendo Dalila. Depois de todos aqueles anos de tranqüilidade, os filisteus novamente foram lembrados da imensa força e dos assombrosos feitos de Sansão, e procuravam ocasião para prendê-lo, pois se achavam desmoralizados.

Sansão apaixonou-se por Dalila, a qual o traiu entregando-o aos filisteus, depois de saber sobre o segredo de seus cabelos. Sansão morreu sacrificando-se para se vingar de seus inimigos, após ter clamado a Deus pela restituição de sua força para um último e definitivo ato.

Sansão foi posto no Templo de Dagon, os Filisteus e sua cúpula gozavam da fragilidade de Sansão. Dagon foi inspirado em um antigo deus Semita (de mesmo nome), que representava a fertilidade, e a abundância na pesca. Esse mesmo “deus” e seus templos de adoração são referenciados por diversas vezes no Antigo Testamento, em trechos de José e Samuel. O evento que mais marcou nas escrituras, é a destruição de um de seus templos por Sansão, em seu último ato.

Dagon também era o deus mais importante dos filisteus, muitos templos eram construídos a Dagon, como dito acima. Curiosidades a parte é que e a adoração ali incluía o sacrifício humano, mas não se sabe se a intenção dos filisteus era além de chacotear Sansão, matá-lo em sacrifício a Dagon . Veja a narrativa bíblica abaixo:

Juízes 16

26) Disse Sansão ao moço que lhe segurava a mão: Deixa-me apalpar as colunas em que se sustém a casa, para que me encoste a elas.

27) Ora, a casa estava cheia de homens e mulheres e também ali estavam todos os chefes dos filisteus, e sobre o telhado havia cerca de três mil homens e mulheres, que estavam vendo Sansão brincar.

28) Então Sansão clamou ao Senhor, e disse: Ó Senhor Deus! lembra-te de mim, e fortalece-me agora só esta vez, ó Deus, para que duma só vez me vingue dos filisteus pelos meus dois olhos.

29) Abraçou-se, pois, Sansão com as duas colunas do meio, em que se sustinha a casa, arrimando-se numa com a mão direita, e na outra com a esquerda.

30) E bradando: Morra eu com os filisteus! inclinou-se com toda a sua força, e a casa caiu sobre os chefes e sobre todo o povo que nela havia. Assim foram mais os que matou ao morrer, do que os que matara em vida.

31) Então desceram os seus irmãos e toda a casa de seu pai e, tomando-o, o levaram e o sepultaram, entre Zorá e Estaol, no sepulcro de Manoá, seu pai. Ele havia julgado a Israel vinte anos.

Fique por dentro!

Uma resposta a Sansão, Filho de Manoá, Juiz em Israel – Bíblia Sagrada

  1. JOANA DARC disse:

    MANOA PAI DE SANSAO TINHA UM FILHO QUERO SABER SOBRE A HISTORIA

Serão aceitos apenas emails reais

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>