15° Andar; Catedral – Letra

15° Andar; Catedral

Sei que a chuva vai lavar
E o meu rosto vai brilhar…

Na verdade vi mentiras
Das mentiras me escondi
Pelas ruas de esquinas
Pela ondas desse
Deste mar sem fim…

O que era a magia
Toda culpa que descobrir
Meus desejos bem guardados
São importantes prá mim…

Sei que a chuva
Vai lavar
E o meu rosto
Vai brilhar
Estou no 15° andar
Não tenho mêdo
De me entregar…

A rotina, o dia a dia
O cotidiano enfim
Ser apenas ser humano
Pela via expressa meu calor
A beleza infinita
E o coração estravilhou
Onde os olhos não enxergam
Pois não tenha pressa do amor…

Sei que a chuva
Vai lavar
E o meu rosto
Vai brilhar
Estou no 15° andar
Não tenho mêdo
De me entregar…

Sei que a chuva
Vai lavar
E o meu rosto
Vai brilhar
Estou no 15° andar
Não tenho mêdo
De me entregar…(2x)

Sei que a chuva
E o meu rosto
Estou no 15° andar…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *