15º Parada Gay no Rio de Janeiro levanta a bandeira contra os contrários

Nós evangélicos, pelo menos em se falando de uma maioria absoluta, não somos homo fóbicos, embora sendo assim tratados por boa parte de militantes do Grupo LGBT. Não o somos até porque a Palavras que vivemos descarta a possibilidade de assim nos portarmos. O que criticamos são atitudes – Não criticamos ou condenamos pessoas, e sim pecados.

Hoje ocorreu no Rio de Janeiro a 15º Parada do Orgulho LGBT (Lésbicas Gays Bissexuais e Travestis) no domingo em Copacabana, que se consolida como um evento do calendário da cidade.

Segundo os organizadores, cerca de 800 mil pessoas foram para as ruas. Já na estimativa da Polícia Militar, o número foi menor, algo em torno de 250 mil. O tom dos discursos foi de cobrança em relação à aprovação de leis que beneficiem a população LGBT. Entre elas, a PLC 122/06 que ainda tramita no Senado Federal, e que, para os manifestantes, criminaliza a homofobia.

Por várias vezes, o nome do senador e bispo Marcelo Crivella foi citado, com apelos para que ele não vote contra o projeto de lei que prevê a união civil entre homossexuais.

– Não estamos reivindicando o casamento gay religioso, apenas a união civil. Que tenhamos os mesmos direitos que um casal hetero – disse Toni Reis, presidente da Associação Brasileira de Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT).

O ex-participante do Big Brother Brasil e deputado federal eleito, Jean Wyllys, ressaltou a importância de o Rio ter eleito, pela primeira vez na sua história, um candidato assumidamente homossexual.

– Eu já milito pela causa LGBT e participo do movimento há muitos anos. Agora vou levar essa luta para a Câmara – prometeu Jean.

Ao que parece a expecaitativa dos organizadores do evento era de um publico pelo menos próximo a um milhão de pessoas, já que a Macha para Jesus reúne acima de 3 milhões de cristãos e simpatizantes. Se eles saíram satisfeitos ou não, não sabemos, mas o certo é que sua mensagem de protesto as diversas declarações contrarias a suas condutas, foram anunciadas.

Além de cobrar ao Bispo Marcelo Crivela, foram tocados em temas de extrema importância para eles ao ponto de alegarem não querer o casamento Religioso, mas apenas o Civil. Segundo eles, o que eles querem é ter os mesmos direitos que os casais heteros. Opine!

Fique por dentro!

3 respostas a “15º Parada Gay no Rio de Janeiro levanta a bandeira contra os contrários”

  1. O que acho interessante é a covardia do povo de Deus diante dessa desgraça chamada “orgulho gay”. Somos prontos de tentar desviar a ira de um homossexual, afirmando que, como está escrito em cima, “Não criticamos ou condenamos pessoas, e sim, pecados.” Irmãos, por condenar pecado, acabamos condenando pessoas também. Deus não vai mandar pecado para o inferno, mas pecadores. Na tentativa de ser “politicamente corretos”, prefirimos desviar a ira do gay da gente em vez de desviar a ira de Deus do gay – por dizer-lhe a verdade sobre sua situação verdadeira diante de Deus e como resolvê-la. Calamo-nos por medo de ser considerado “homofóbicos”, mas assumamos! Segundo a definição desse movimento depravado, Deus seria homofóbico! Sugiro que não nos distanciemos dEle, negando-O três vezes antes do galo cantar!

  2. Reverendo Bill,

    Que bom que abriste o debate no que toca ao artigo supra citado. Nós do Baú Gospel omitimos noticiados sem muitas vezes omitir nossas opiniões, dentre as quais, aplica-se no exemplo acima. No entanto acreditamos consideravelmente que sua opinião é um tanto fora do ponto de vista que cremos:

    “Irmãos, por condenar pecado, acabamos condenando pessoas também. Deus não vai mandar pecado para o inferno, mas pecadores.”

    Não condenamos ninguém! Na verdade o senhor Jesus recomenda que assim não o façamos… Para isso virão os anjos, para fazer a limpeza, uma vez que se nós limpássemos a vinha, arrancaríamos com o joio, o trigo também. Nós evangélicos condenamos o PECADO e DEUS condena as PESSOAS. Isso porque não estamos na posição de Juiz – Deus esta!

    Caro reverendo, mesmo sendo politicamente corretos, qualquer homossexual sabe da posição cristã em face ao estilo de vida que vivem. Mesmo porque CONDENAMOS, peremptoriamente a homossexualidade. Mas louvamos a Deus pelo seu comentário – Tanto é que aprovamos e pedimos os demais leitores de nosso portal, que compartilhem conosco suas opiniões.

    Baú Gospel

  3. Um dia quando estava visitando um hospital,uma senhora advogada me disse que nós evangélicos julgamos os gays por não conhecer eles e que isso é uma doença pois o filho dela é assim e como médico disse que não tem cura e é da natureza humana. Usando sabedoria e conhecimento da palavra de deus eu disse a ela que primeiramente nós não condenamos o gay e sim o pecado a qual ele comete que está bem explícito na palavra de Deus em Romanos 1;23-32,e se é uma doença, se Deus nos conhece desde o ventre e é o criador de tudo , se ele quiser Deus pode curar esta doença,disse a ela que a natureza humana e aquela que está escrito que Deus criou o homem e a mulher, sem outros tipos de criação de criação humana,ela disse que há de se mudar a bíblia pois o mundo mudou, disse a ela que Deus é imutável e as suas palavras também, por isso irmãos, não devemos condenar mais também não aceitamos estas coisas, pois já é o final dos tempos.
    a estas coisas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *