A Vingança; Ao Cubo – Letra

A Vingança; Ao Cubo

o ceu se esconde a lua nao vem,terça feira muita chuva esta embaçado pra sair, esta muito cedo pra dormir no quarto da empregada o tesouro esta guardado , uma virgem 13 anos um tremendo mulherão isca fácil, presa fácil para o filho do patrão , um playboy folgado so da valor ao bmw que o pai lhe deu resolveu tirar o atraso com aquela inocente maria veio de outro estado ninguem esta do seun lado sem carinho. educação escola sem um lar dependia do emprego o fulano abriu a porta ela começa a rezar ´´por favor me deixe em paz“ tinha o sonho de se casar ter seus filhos e seu lar ele manda ela se calar diz que no final vai violentou-a sem do seus sonhos virarão o não podia reclamar tinha medo de perder o emprego….
passarão a algum tempo o resultado e evidente sua barriga cresce e a verdade aparece o patrão diz ´´ maria pega grana e ve se desaparece´´atitude normal pra nos e muito natural ver rico dano esmola como se fosse hora extra nem penso na conseqüência o filho que vai nascer na rua sem assistência maria agora esta so sem auxilio clemência deixa rola o mundo gira ate as pedras podem se encontrar

nao, nao chore mais menina nao chore assim …
nao.. nao chore mais (procure a deus seu verdadeiro pai)

faz 7 anos que o moleque nasceu pela idade e normal ir para escola e tal ja no primeiro entervalo a brincadeira no patio era policia e ladrão agora tenta adivinhar de que lado ele esta la na favela nao existe empresario para ele se espelhar a policia vai la somente pra matar so ve tristeza e lamento.e se constrata com os carros que descem na quebrada e sabadao e os bocos estão todos lotados ele ve uma cena que o deixa chocado o pai tomando uma cerva com o filho do lado ele não se conforma nao sabe quem e seu pai so tem a mãe e mais nada que alias vive ausente se torno dependente do famoso mesclado nao muito longe dali 6 tiros DOIS CORPOS SAO encontrados ele se revouta com tudo a sua vouta e madrugada e sua mae chega em casa vindo da balada peloca nao diz nada abriu a porta e desmundo parece um filme de terror mais e a dura realidade talvez seja demais para um moleque dessa idade conselhos nao adianta nao mata so a fome ele prefere a cola nao quer saber de escola entrar no mundo do crime virou sua obsesao começo como aviao moleque e sangue bom se roda segura a bronca nao canqueta o patrão com 13 anos ganhou o primiro oitão(bum)

não não chore mis menina nao chore assis
não… não chore mais (procure a deus eu verdadeiro pai)

o menino cresce ja tem seu proprio caranga tem uma mina ponta firme e respeitado no crime 157 nervoso o flanelinhan de frente ja derrubou muita gente pra se levantar a noite cai a luz acaba ele começa a pensar lembranças boa se mas seu raciocinio e confuso ele se lembra do pai o odio que ele carrega talvez um fardo muito pesado para ele mais tem um prescentimento que esta perto o momento de sua vingança ao meio dia plano bolado vigia enquadrado abriu a porta do escritório o engravatado atras da mesa parecia conhese-lo mais nao tinha certeza uma arma apontada sobre a sua cabeça o covarde abriu a porta tremendo igual vara verde por favor nao atira eu acho que eu te conheço o mano olha bem para ele e tem a mesma inpressão o engravatado pergunta se sua mãe e maria ele responde que sim pode levar o que quiser mais não me mate eu sou seu pai nem quero mais o seu dinheiro seu sangue e meu pagamento vou cumprir o meu juramento e vingar minha mãe 7 tiros desparado cano de 8 calibre 357 foram 5 na cabeça e mais 2 no peito o serviço esta fito ele chega em casa chama a mae diz mãe quarda essas armas pra mim com ela nao prescizo mãos atirar pois o fulano que um dia te usou e nos abandonou eu acabei de matar..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *