Carol Célico: Que bom não pertençer a Homens, denominações

Temos liberdade para expressarmos o que pensamos. Não significa, assim, que denegriremos alguém – Não é esse nosso objetivo. No entanto, não entendo as coisas que vem acontecendo na Vida da Carol Celico. Primeiro ela grava um CD, por sinal elogiado pela mídia e de bom gosto, e não quer ser conhecida como cantora Gospel.

Agora, depois que Kaká e Carol Célico deixaram e efetivaram sua saída da Igreja Renascer em Cristo estando os mesmo descontentes com as práticas administrativas da Igreja de Estevam Hernandes e Sônia Hernandes.
“O que podemos afirmar é que desde o início do ano, Carol vem se dedicando exclusivamente aos seus projetos pessoais que não estão ligados a nenhuma denominação religiosa”.

Carol Celico ainda utilizou seu perfil no Twitter para expressar suas novas convicções religiosas: “Como é bom não pertencer a homens, não pertencer a denominações, mas pertencer somente a Jesus! Eu sou Dele, e você?”.
Mesmo depois de ter apagado as mensagens, elas já tinham liberalmente rodado em toda rede. Deste moda fica Claro a insatisfação tanto dela, como de Kaká com a Igreja Renascer.

Fica alguns questionamentos:

Por que então deixar-se ser ordenada a pastora?
Por que deixar-se funda, por ela, um Ministério na Europa?

Precisa-se saber que a “Instituição (entidade, organização)” “Igreja” é Humana e que administrações terrestres (por imperfeitas que sejam) também fazem parte do todo na obra de Deus. Deus julgará a todos – Tanto os que ofertam, como os que administração. No quesito organismo, a Igreja depende única e exclusivamente do Espírito de Deus para sobreviver; mas enquanto NÓS a administrarmos (FISICAMENTE), haverão escândalos – Mas cabe a Deus julgar uns e outros.

Também não sabemos ao certo a vida em que viverão lá dentro, não só a deles mas de tantos outros, que por motivos semelhantes, deixam suas raízes. Esperamos que a decisão surta efeitos bons, mas isso só o tempo poderá dizer.

Fique por dentro!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *