Comunidade Tranquila; Waguinho – Letra

Comunidade Tranqüila; Waguinho

Ligação, alvoroço
A comunidade tranquila, de repente o maior alvoroço
Semana que vem o blindado fazendo arruaça, mandando o caroço
Correu quem plantava na boca, correu quem devia cadeia
Mas só não correu os crentes, que iam cantando pra ceia

Aquele que habita no esconderijo do altíssimo
A sombra do onipotente descansara
Direi do Senhor, ele é o Meu Deus
Meu refugio e minha fortaleza
Mil cairão ao teu lado, mas tu estarás protegido
Dez mil a tua direita e tu não serás atingido
Pois a sua verdade é escudo e broquel
E fazendo a boa vontade do Pai, nós juntos iremos pro céu (bis)

A comunidade tranquila, de repente o maior alvoroço
Semana que vem o blindado fazendo arruaça, mandando o caroço
Correu quem plantava na boca, correu quem devia cadeia
Mas só não correu os crentes, que iam cantando pra ceia

Aquele que habita no esconderijo do altíssimo
A sombra do onipotente descansara
Direi do Senhor, ele é o Meu Deus
Meu refugio e minha fortaleza
Mil cairão ao teu lado, mas tu estarás protegido
Dez mil a tua direita e tu não serás atingido
Pois a sua verdade é escudo e broquel
E fazendo a boa vontade do Pai, nós juntos iremos pro céu (bis)

Vem cear o mestre chama vem cear, o mestre chama vem cear
Poucos pães multiplicou, aguá em vinho transformou, vem faminto a Jesus,
Vem Cear

1 resposta a “Comunidade Tranquila; Waguinho – Letra”

Deixe uma resposta para @[email protected]@ Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *