Pastor Marcos Pereira encerra rebelião no Complexo Penitenciário de Pedrinhas

Pastor Marcos Pereira pôs fim a rebelião dos presos no Presídio São Luís, no Complexo Penitenciário de Pedrinhas. O fato aconteceu mediante a selebração de uma culto que teria durado em torno de 40 minuto.

Durante todo o tempo da rebelião, 18 presos foram mortos com três decapitações, cinco monitores reféns, mas liberados e um agente penitenciário baleado (continua no hospital e corre risco de ficar paraplégico).

Dos assassinados, 15 foram mortos no prédio anexo do Presídio São Luís, e três dentro de Pedrinhas, sendo que o detento conhecido como “Gaguinho” foi executado na noite de segunda-feira. Os outros dois, Romuel Antônio Souza Santos, o “Bruce Lee”, e Francisco Wellington Pinto da Silva, o “Cagão”, foram mortos no começo da manhã desta terça-feira (9) em um motim iniciado por alguns presos.

Após a entrega dos reféns, a policiais militares, com o apoio do GTA, entraram no presídio, colocaram todos os detentos no pátio, iniciaram uma revista e recontagem dos presos. Durante a vistoria, três armas de fogo foram apreendidas: dois revólveres calibre 38, um destes é do agente penitenciário Raimundo de Jesus Coelho, o “Dica”, e um calibre 32.

O Pastor Marcos Pereira aproveita a presença dos presos no pátio para continuar pregando a Palavra de Deus enquanto a PM faz uma vistoria completa no presídio. Assim como nós estamos acostumados a ver nos programas televisivos pelos quais ele passou.

Fonte: Gospel+/Baú Gospel

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *