Senador Marcello Crivélla (PRB) saí em defesa de Dilma Roussef do PT

Aliado do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Crivella recebeu 3.332.886 votos, o equivalente a 22,66% dos votos válidos. Esse é o senador eleito Marcello Crivella (PRB) pelo Rio de Janeiro.  Com tantos números a seu favor, o ex bispo da Igreja Universal do Reino de Deus pretende usar sua influência junto aos evangélicos para reverter um suposto mal-entendido que a candidata Dilma Rousseff (PT) teria sofrido numa campanha pela internet.

“Acho que a Dilma perdeu muitos votos por causa de uma campanha que foi feita via internet contra ela. Pretendo procurar os líderes evangélicos para esclarecer esse mal-entendido. Precisamos conversar, agora com mais calma, sobre essa questão que acabou prejudicando na reta final”, disse Crivella.

Na campanha pela internet, vários protestantes teriam disseminado mensagens condenando uma suposta posição da presidenciável que teria dito que “nem mesmo querendo, Cristo me tira esta vitória. As pesquisas comprovam o que estou dizendo. Vou ganhar no primeiro turno”.

A frase teria sido propagada na rede virtual e nos cultos por vários pastores pedindo que os fiéis não votassem em Dilma. Mesmo assim, Dilma ainda tem apoio de varias forças protestantes Brasil a fora, apoio como das Assembléias de Deus e Igreja Universal, pelo menos de suas lideranças. Nesse fim, sabe-se que a cada dia os temas e noticiados nas campanhas presidenciais tem mudado o tom. Tanto o Tucano como a Petista vem promovendo discursos que aluem a palavra de Deus e consubstanciam temas cristãos.

A resposta de todo esse emaranhado ou como tudo isso vai acabar, só mesmo depois da contagem do ultimo voto pelo segundo turno na corrida presidencial.

Fique por dentro!

1 resposta a “Senador Marcello Crivélla (PRB) saí em defesa de Dilma Roussef do PT”

  1. 34 milhões de votos evangélicos.
    Os pastores que estiveram hoje com Dilma R. acham que podem falar por todos!… Pode? Quem deu permissão e procuração para tal fato?
    Que pastores são estes que se reúnem a portas fechadas, onde o Sr Presidente da Republica entra a uma reunião pela porta dos fundos, não se deixa filmar pela mídia presente não querendo mostrar a cara pedindo votos aos evangélicos?
    Quem são estes que prometem ao Presidente Lula que vai insistir para que a congregação vote numa candidata que promete fazer um manifesto, dando sua palavra que não vai trabalhar nos projetos onde o aborto, o casamento entre homossexuais não serão tratados por ela? Que presidente e’ este que não vai opinar, mais ainda, não vai participar de um projeto de lei de tão grande magnitude para os interessados? O mundo todo esta’ de olho nestes assuntos e uma candidata como Dilma, promete fazer vista grossa e não vai se envolver para que sejam aprovados os ditos projetos?
    Quem são estes pastores que acompanhados do Senador Magno Malta entre outros, prometem em meu nome e no seu fazer o que nos não queremos fazer, votando numa candidata incapaz de dirigir, governar o Brasil, e incentivando a outros a votar?… Eu, pessoalmente não fui a nenhum cartório passar uma procuração para alguém falar e agir em meu nome.
    O que será que estes pastores vêem ou querem de uma candidata que não toma uma posição clara sobre estes assuntos e diz logo: “vou aprovar o aborto, direta ou indiretamente, casamento de homossexuais serão celebrados queiram ou não neste Pais…”
    Permitam-me exclamar: Que papelão!
    Pastor ou bispo, como quiser Manoel Ferreira, um homem tão conhecido dentro das Assembléias de Deus, e também como deputado, que tal pensar um pouco mais? Ainda há tempo. O senhor não precisa esperar que ela seja eleita para ver que ela não pode governar este Pais.
    Pense bem. Não e um conselho. E’ uma sugestão: Não leve o povo evangélico a cometer uma injustiça colocando uma pessoa incapaz de governar numa cadeira tão importante como a de Presidente do Brasil.
    A democracia agradece.

    ©Capi Joy
    www. capijoy .org

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *